Caso Kenneth Arnold

Em 24 de junho de 1947, o aviador Kenneth Arnold voava próximo ao Monte Rainier, no estado de Washington, nos Estados Unidos, quando avistou nove objetos estranhos voando pela região. Ele havia feito um desvio de sua rota original, pois havia uma recompensa para quem encontrasse os destroços de um avião caído naquela região.

Após desistir das buscas e iniciar a retomada de seu trajeto, Arnold foi surpreendido com um ponto de claridade que, de acordo com o seu relato, se movia a cerca de 40 km de distância de sua aeronave. Como o céu estava limpo, ele inicialmente pensou que pudesse ser apenas algum reflexo na janela de seu veículo, hipótese logo descartada após alguns testes simples.

Meio minuto após o primeiro reflexo, como se a luz do sol estivesse sendo refletida em sua direção por meio de espelhos, ele avistou uma série de outras luzes se movendo rapidamente ao norte do Monte Rainier.

Velocidade supersônica e formato de disco
A curiosidade sobre o que acabara de ver levou Arnold a mudar novamente sua rota e, de longe, refazer o trajeto desenhado no céu pelos objetos voadores não identificados. Ao descer o avião, ele pôde calcular uma estimativa do trajeto percorrido pelos OVNIs e do tempo gasto para fazer isso. O resultado foi uma velocidade média impressionante de 2.700 km/h, algo inimaginável para qualquer aeronave em 1947.

Além da velocidade supersônica, chamou a atenção de Arnold a forma como voavam tais objetos. Em declaração a Nolan Skiff e William C. Bequette, do jornal East Oregonian, o piloto havia dito que os veículos voavam “como um prato atirado pela superfície da água”.

Segundo o aviador declarou mais tarde, ele nunca se referiu ao formato dos objetos como “pratos” ou “discos”, porém, a sua descrição levou Bequette e Skiff a cunharem o termo “disco voador” pela primeira vez na história — daí o fato de se celebrar o dia 24 de junho como o Dia Mundial do Disco Voador.

Visitantes de outro planeta?
Nas semanas e meses seguintes ao evento, Arnold deu uma série de entrevistas à imprensa dos Estados Unidos. Em uma conversa com o jornal Chicago Times, no dia 7 de julho de 1947, o aviador fala sobre a possibilidade de aqueles discos terem sido guiados por seres de outro planeta.

Kenneth Arnold e o disco voador. (Foto: McClure’s Magazine)

Fontes: canaltech | imagens:  canaltechFatos Curiosos | 

Compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Indicações

Bate-papo com os produtores em Belo Horizonte do Documentário “Data Limite” Segundo Chico Xavier – Data 30-09-2014

Curiosidades da produção, detalhes de bastidores e muito mais você confere no bate-papo com os produtores do Data Limite Segundo Chico Xavier. Participação especial: Geraldo...

LIVE: No Mundo da Ufologia

Olá pessoal, Para nossa live NO MUNDO DA UFOLOGIA usaremos o aplicativo ZOOM Meeting. Abaixo estão algumas instruções para que todos possam ter a melhor experiência...

Geraldo Lemos Data Limite FOTRANS MG

https://www.youtube.com/watch?v=yrBn64Y2JJA&t=296s&ab_channel=AlexandreJunio Créditos: Canal Alexandre Junio

I Encontro Ufológico de Ribeirão das Neves-MG | Data 14-04-2019

Dia 14/04/2019 (domingo) a partir das 14 horas